Após o contra-relógio, Lauro Chaman vai bem no Partida Lançada e está no top 3 da Omnium C5.

Segundo dia de provas do Mundial de Ciclismo de Pista Paralímpico e Lauro Chaman, classe C5 segue sendo o principal nome brasileiro na competição. Nesta sexta-feira (31), o ciclista competiu em mais uma disputa da Omnium.

Sebastian Castañeda / Lima 2019

A Omnium paralímpica é a reunião de quatro diferentes disputas, cada uma tem a sua premiação própria e soma de todas também garante uma medalha. Na quinta-feira (30), Lauro Chaman já tinha disputado o contra-relógio e terminou na 11ª colocação.

Hoje a disputa foi na Partida Lançada de 200 metros e Lauro Chaman terminou na 5º colocação, com o tempo final de 11.405 s e média de 63.130 km/h.

Com duas das quatro disputas da Omnium realizadas, o brasileiro está na terceira colocação geral da Omnium C5, somando 62 pontos, 30 do contra-relógio e mais 32 da Partida Lançada.

Ainda restam a perseguição e scratch, que é uma corrida tradicional. Vale lembrar que a especialidade de Chaman é o ciclismo de estrada. Além de Chaman, o Brasil foi representado em outras provas neste segundo dia de Mundial Paralímpico de Ciclismo de Pista.

Nos 3km da perseguição individual feminina, Classe B, para cegos, Márcia Fanhani terminou a qualificação na nona posição, ficando de fora da disputa final.

No 1km do contra-relógio , Classe C1, Carlos Alberto Soares foi o 12º colocado. Na Classe C2, Victor Herling terminou na 14ª posição.

Nos 200m da Partida Lançada, mesma prova que Chaman disputou na C5, Luis Carlos Steffens, na Classe C4, foi o 11º.

Sobre o autor

Avatar

Imprensa FPC

Deixe um comentário