As equipes já começaram a definir suas escalações para a retomada da temporada.

O ciclismo europeu retoma o calendário pouco a pouco após meses de confinamento por causa da pandemia coronavírus. A primeira corrida foi o Campeonato Nacional da Eslovênia, no domingo (21 de junho), vencida por Primoz Roglic. Um “aperitivo” para meses intensos, com uma programação apertada, e as três principais corridas por etapas do mundo são as que geram as grandes expectativas. Com o Tour de France entre 29 de agosto a 20 de setembro, o Giro d’Italia de 3 a 25 de outubro e a Volta a Espanha de 20 de outubro a 8 de novembro, será preciso escolher com muita precisão quem vai estar em qual corrida.

Peter Sagan e Richard Carapaz na apresentação do Giro 2020

As equipes já começaram a definir suas escalações para a retomada da temporada. Na Ineos, o colombiano Egan Bernal vai se concentrar em defender o título do Tour de France conquistado no ano passado, com Roglic, que preferiu não defender seu título da Vuelta, como principal adversário. Mas a Ineos também deve contar com o retorno de Chris Froome e a presença de Geraint Thomas, ambos igualmente vencedores da camisa amarela, o que tem gerado especulações sobre quem vai trabalhar para quem. Correndo por fora, soltinho depois de sair da Movistar, estará Nairo Quintana, que integra agora a Arkea-Samsic, uma das equipes pro continental convidadas para o Tour.

No Giro, o equatoriano Richard Carapaz, em seu primeiro ano na Ineos, se prepara para defender a camisa rosa conquistada em 2019. Um de seus novos adversários será o belga Remco Evenepoel (Deceuninck-QuickStep), que fará sua estreia na corrida e deve chamar atenção. Quem também vai estrear no Giro é Peter Sagan (Bora-Hansgrohe), que estará ainda no Tour de France. Vincenzo Nibali, em seu primeiro ano na Trek-Segafredo, também está confirmado.

Na Vuelta, o grande nome é Alejandro Valverde (Movistar). Fabio Aru (UAE Emirates) e Bauke Mollema (Trek-Segafredo) também estão na primeira lista. A Volta a Espanha de 2020 reduziu de 21 para 18 o número de etapas e, com o novo percurso, os escaladores serão ainda mais desafiados.

Do que foi divulgado até agora, confira quem estará em cada uma das três corridas Grand Tour em 2020

Tour de France

Egan Bernal (Ineos)
Primoz Roglic (Jumbo-Visma)
Geraint Thomas (Ineos)
Enric Mas (Movistar)
Mikel Landa (Bahrein-McLaren)
Alejandro Valverde (Movistar)
Tom Dumoulin (Jumbo-Visma)
Chris Froome (Ineos)
Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep)
Thibaut Pinot (Groupama-FDJ)
Tadej Pogacar (UAE Emirates)
Nairo Quintana (Arkea-Sámsic)
Steven Kruijswijk (Jumbo-Visma)
Emanuel Buchmann (Bora-Hansgrohe)
Richie Porte (Trek-Segafredo)
Miguel Ángel López (Astana)
Romain Bardet (Ag2r)
Peter Sagan (Bora-Hansgrohe)

Giro d’Italia

Richard Carapaz (Ineos)
Jakob Fuglsang (Astana)
Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo)
Marc Soler (equipe Movistar)
Remco Evenepoel (Deceuninck-QuickStep)
Peter Sagan (Bora-Hansgrohe)

Volta a Espanha

Alejandro Valverde (Movistar)
Steven Kruijswijk (Jumbo-Visma)
Enric Mas (Movistar)
David de la Cruz (UAE Emirates)
Fabio Aru (UAE Emirates)
Bauke Mollema (Trek-Segafredo)

Fonte: Bike Magazine

Sobre o autor

Avatar

Imprensa FPC

Deixe um comentário