Ainda na cadeirinha os pequenos podem interagir com a natureza, aprender a ter hábitos saudáveis e tomar gosto pela prática de exercícios. Nesta fase, pode-se ainda, ensinar regras de convivência entre ciclistas, motoristas e pedestres, e os significados das sinalizações de trânsito.

Como toda atividade física, andar de bicicleta traz muitos benefícios para o corpo:

  • Desenvolvimento da massa óssea, articulações e músculos;
  • Estimula o equilíbrio e a coordenação, o que ajuda a melhorar a postura;
  • Queima de calorias e aumento da resistência.

E também contribui no processo de socialização e no desenvolvimento de habilidades cognitivas e psíquicas:

  • As crianças aprendem a utilizar a bicicleta como meio de transporte e criam consciência ecológica;
  • Ganho de noção de espaço;
  • Estimula a atenção e a disciplina, a velocidade de raciocínio e o desenvolvimento intelectual;
  • Reforça valores sociais, como companheirismo, respeito, tolerância, solidariedade, além do desenvolvimento de um espírito de superação, segurança e confiança;
  • Reduz a ansiedade e o estresse e eleva o estado de espírito e a autoestima.

A iniciação na bicicleta pode variar de acordo com o modelo escolhido, que pode ser uma bicicleta sem pedal, onde a criança começará desenvolvendo o domínio de equilíbrio e só depois aprende a técnica de pedalar. O contrário acontece escolhendo a bicicleta de rodinhas, onde a criança começa dominando o pedalar e a direção, e só depois aprende a manter o equilíbrio.


Você sabe o que é uma bicicleta de equilíbrio / pré-bike / balance bike ou bike balance?

É uma bicicleta de treinamento que ajuda o ciclista mirim a aprender direção e equilíbrio. Ela não tem pedais, nem pedivela, corrente e rodinhas laterais, podendo ou não ter freios. São ideais para crianças pequenas, com até mesmo 18 meses de idade, que podem aprender a andar com uma bicicleta de equilíbrio com apenas algumas horas de prática.

Tornou-se muito procurada, principalmente na Europa, pelos benefícios de desenvolvimento que ela oferece às crianças. A habilidade essencial para se aprender efetivamente a pedalar uma bicicleta de duas rodas é o equilíbrio. Crianças que usam uma bicicleta de equilíbrio por 20 ou 30 minutos duas vezes por semana mostraram melhorias tanto no equilíbrio dinâmico quanto estático, na coordenação bilateral e no autoconhecimento físico.

Aprender a se equilibrar e a fazer curvas é muito mais fácil sem pedais. Quando a criança pedala, o movimento de “sobe e desce” faz com que ela jogue o peso de seu corpo de um lado para o outro prejudicando seu equilíbrio, perdendo a estabilidade e o senso de direção. A Balance Bike permite que as crianças apoiem seus pés no chão quando sentirem que estão perdendo o equilíbrio, se firmando rapidamente e prevenindo uma queda. Acostumada com a estrutura da bicicleta e encaminhada no quesito equilíbrio, direção e coordenação motora, a criança pode passar a usar uma bicicleta com pedais, com maior confiança e segurança.

Lembre-se do uso do capacete

Os pais podem acostumar os filhos a usar o capacete, desde que sobem no triciclo ou em uma balance bike, pois os acidentes com lesões na cabeça podem ter consequências graves, principalmente nos menorzinhos.

Fonte: Revista Bicicleta

Sobre o autor

Avatar

Imprensa FPC

Deixe um comentário