Além das medidas de distanciamento social e o uso da máscara durante o pedal, outros equipamentos de proteção como o capacete, retrovisor, buzina e lanterna são essenciais.

O ciclismo vem ganhando destaque pela quantidade de novos adeptos pedalando pela capital. O esporte tem se tornado preferência de muitas pessoas que desejam praticar alguma atividade física durante a pandemia. Além das medidas de distanciamento social e o uso da máscara durante o pedal, outros equipamentos de proteção como o capacete, retrovisor, buzina e lanterna são essenciais para garantir a segurança no esporte.

Victor Hugo Araújo pedala há quase dois meses. Iniciante, ele sabe da importância em utilizar os equipamentos.

-Equipamentos de segurança é muito importante, eu não comprei ainda porque falta um pouquinho de dinheiro. Por enquanto eu tenho apenas os equipamentos essenciais da bicicleta que são as sinaleiras – afirma.

Entrar em forma é um dos benefícios que o pedal pode proporcionar.

-Depois que eu comecei a pedalar eu realmente percebi que praticar exercício é uma coisa muito boa e melhora muito a saúde e o desempenho. Melhora também o seu convívio, porque você sai para pedalar e esquece dos problemas da vida.

Mesmo sendo um veículo sem motor, as leis de trânsito também valem para o ciclismo. O perito de trânsito Cleudson Correia explica quais são essas leis e como elas são aplicadas no esporte.

-A bicicleta tem que andar sempre na lateral e sempre na via. Ela só pode andar na calçada, se essa calçada for colocada por um poder público. No sinal de trânsito de pare, ele tem que obedecer, não tem essa. A bicicleta e o ciclista são objetos pequenos no meio do asfalto, então quanto mais ela for observada, maior será a segurança do ciclista.

Fonte: globoesporte.com

Sobre o autor

Avatar

Imprensa FPC

Deixe um comentário