O belga Wout van Aert (Jumbo-Visma) faturou neste sábado (1 de agosto) a vitória da Strade Bianche, a primeira corrida do calendário UCI World Tour após a paralisação das competições por causa da pandemia coronavírus. Van Aert cruzou sozinho, com 30 segundos de vantagem sobre o italiano Davide Formolo (UAE Emirates) e 32 segundos sobre o alemão Maximilian Schachmann (Bora-Hansgrohe) depois de 4h58min56s de pedalada sob forte calor na Toscana.

O belga Wout van Aert na vitória em Siena

Van Aert atacou a 13 quilômetros da chegada, em Siena, e deixou para trás Formolo e Schachmann, que o acompanhavam na fuga. Esta foi a terceira vez que o belga de 25 anos disputou a corrida. “Nas duas últimas edições ganhei muita confiança. Nunca é fácil vencer e as circunstância de hoje foram mais difíceis do que o normal. Torna a vitória ainda melhor”, comemorou. “Hoje foi um longo dia de sofrimento, o calor estava forte. Eu me concentrei na hidratação e em me refrescar.”

A Strade Bianche, com 184 quilômetros de percurso, com 11 setores e 63 km em estradas de cascalho (34,2% do trajeto), começou com uma fuga nos 20 km iniciais, com Simon Pellaud (Androni Giocattoli-Sidermec) na ponta. Na marca dos 60 km, o pelotão havia perdido o ritmo e a fuga abriu mais de 3 minutos de vantagem.

Favoritos perderam suas chances porque tiveram pneus furados ou problemas mecânicos, como Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep), vencedor do ano passado, Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix) e Peter Sagan (Bora-Hansgrohe). Já Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo) sofreu uma queda, machucou a mão, abandonou e vai passar por avaliação médica.

O vice-campeão de 2019 Jakob Fuglsang (Astana) contou com o bom trabalho da equipe e se manteve na frente, mas sete perseguiram, entre eles Van Aert, Formolo e Schachmann. O grupo da frente reduziu a diferença para quase dois minutos, com menos de 40 km, e uma perseguição de três ciclistas surgiu com Zdenek Stybar (Deceuninck-QuickStep), Brent Bookwalter (Mitchelton-Scott) e Michael Gogl (NTT Pro Cycling), que se afastaram do grupo inicial e reduziram a diferença para 1min30s.

Schachmann fez uma ataque rápido com Van Aert e os dois deixaram o grupo da frente com apenas alguns quilômetros antes do trecho de cascalho Colle Pinzuto, que incluiu uma subida de 15% no final. No último setor de cascalho, El Tolfe, Van Aert aproveitou a oportunidade e escapou.

TOP 10

1 Wout van Aert (Bel) Team Jumbo-Visma 4:58:56
2 Davide Formolo (Ita) UAE Team Emirates 0:00:30
3 Maximilian Schachmann (Ale) Bora-Hansgrohe 0:00:32
4 Alberto Bettiol (Ita) EF Pro Cycling 0:01:31
5 Jakob Fuglsang (Din) Astana Pro Team 0:02:55
6 Zdenek Stybar (Tche) Deceuninck-Quickstep 0:03:59
7 Brent Bookwalter (EUA) Mitchelton-Scott 0:04:25
8 Greg Van Avermaet (Bel) CCC Team 0:04:27
9 Michael Gogl (Aut) NTT Pro Cycling 0:06:47
10 Diego Rosa (Ita) Team Arkea-Samsic 0:07:45

Fonte: Bike Magazine

Sobre o autor

Avatar

Imprensa FPC

Deixe um comentário