O vocabulário de quem ama bike é repleto de gírias.

Extraído do site Revista Bicicleta

“ABC” da bike vai muito além dos nomes das peças e componentes da magrela. Quem está iniciando no esporte ou mesmo quem já pedala, muitas vezes, depara-se com termos e expressões desconhecidas que precisam ser desvendadas e absorvidas rapidamente para se enturmar na tribo da bicicleta.

Se mexer sobre duas rodas é também o DNA da SeMexe, onde apaixonados por bike compram e vendem, sempre levando uma linguagem informal, leve e que vai direto ao ponto: “sonhamos em democratizar o acesso a equipamentos esportivos de qualidade” – dispara Rafael Papa, sócio fundador do marketplace da bike.

Nessa tocada de expandir a economia colaborativa e fazer com que um equipamento esportivo seja usado por mais tempo e por mais pessoas, a SeMexe apresenta o novo vocabulário do ciclista. E para ajudar a desvendar as gírias usadas por quem pedala, falamos com o mago das expressões ciclísticas e inventor do “Brutuguês”, o atleta e empresário “Brou Bruto”.

Pouco conhecido como Thiago Drews, Brou de Belo Horizonte (MG) ficou conhecido por suas expressões próprias e estilo irreverente. Mas o professor do dialeto das duas rodas vai mais fundo:

“Eu acredito no esporte como transformador da sociedade… na bicicleta como meio mais eficiente na promoção da saúde, transporte e, indubitavelmente, o jeito mais fácil de fazer as pessoas se sentirem criança outra vez. E de uma maneira única, harmoniosa e muito especial, aproximar pais e filhos, transformar gerações e alimentar sonhos em nossos corações…” – comenta o poeta da brutalidade.

“A bicicleta é uma extensão do nosso corpo… Pense como o maior investimento da sua vida, com benefícios incomensuráveis, por te entregar os verdadeiros amigos, superação de limites e principalmente, o contato com a natureza” – acrescenta Brou.

Além de falar bonito, Brou que acaba de formar uma equipe feminina de MTB, é um cara que sabe fazer bonito dentro e fora das pistas: “O sonho nunca acaba! Semear o bem que a brutalidade vem… as adversidades aparecem simplesmente para serem superadas e nos fazer evoluir” completa o professor do Brutuguês. Então vamos lá:

BRUTUGUÊS – A LINGUAGEM MAIS BRUTA DE TODOS OS TEMPOS

Origem: Aflorou ao longo dos anos de muita Brutalidade!

BRUTIMAIS:

Tradução: Bruto demais ou apenas BRUTO! Significado: Pessoa, ser ou indivíduo que aprende a vencer os próprios limites, ansiedade e medos aflorando a brutalidade máxima de dentro de cada gota de suor que escorre da pele. Usado também como cumprimento no meio.

JOAOKLEBISMO:

Significado: ato de ludibriar ou sabotar você mesmo, fingir de bruto, mentir ou omitir treinos, muito comum nos esportes de rendimento: “não estou treinando nada”!

O SONHO NUNCA ACABA

É o ato de acreditar nas mínimas possibilidades mesmo quando todos duvidares… e, numa concepção mais evoluída entender, que a brutalidade só atinge a plenitude se for compartilhada… semear o bem que a brutalidade vem!

MALUCO, BRUTAL E DELIRANTE:

Significado: Junção de pessoas, coisas ou lugares que superam todas as expectativas.

SEM FINGIMENTO

Significado: Sem preguiça, sem desanimar com os obstáculos e sem se desmotivar com fatores extrínsecos… é o ato de um ser não fazer “corpo mole” no momento do treino ou dia a dia, muito usado também no dia a dia para ultrapassar limites, buscar no outro a brutalidade intrínseca que esta para aflorar, vai fingir??

FINGIU

Fracassou, não foi ao treino, decepcionou… e o principal: utilizou do JoaoKlebismo máximo pra ludibriar os parceiros…

FRACASSOU

Significado: É o ato de decepcionar.

CAVALO ANDA É O QUE O CAVALO COME

Significado: Alimentação que determina sua performance durante treinamentos, competições e vida saudável….

SEMI – QUALQUER COISA

Significado: É o ato de elogiar, o significado vai muito além da palavra, semi, na verdade, pode ser tudo.

OS BRUTOS TAMBÉM AMAM

Significado: É o sentimento que atinge qualquer nível de ser humano.

TEM DÚVIDAS?

Significado: É a pergunta que responde todas as suas dúvidas.

TEM ISSO SIM/TEM ISSO NÃO/TEM

Significado: Depende do contexto. Para entender é preciso estar no Brutuguês avançado!

NINGUÉM QUER SER FEIO ( Sigla: NQSF)

Significado: Não tem a ver com a beleza exterior, bens materiais ou vaidade… é uma expressão usada para a superação de limites, vontade indomável e evolução perante as adversidades… quem treina e não finge não quer ser feio, essa é a verdade!

A PICA DESCEU

Significado: Quando ela desce não tem jeito, a famosa, ilustríssima,magnânima, inenarrável, pica das galáxias, você pode se esconder que ela te acha, nas maiores profundezas do oceano, ou nas maiores altitudes do Himalaia, tem ! exemplos: Pica pneumática (pneu furado), Pica hídrica (dia de chuva e treino) Pica íngreme (subida muito bruta)

PASSA A VISÃO

Sentir os prazeres simples da vida: as montanhas, o ar, o vento, o frio e o calor.. Olhai bem as montanhas….

PSICOLOGIA DA RETINA

Perante inúmeras adversidades, desconforto e sofrimento encontrar, no passa a visão, razão para continuar sem fingimento!

Palavras que você já ouviu e ficou com vergonha de perguntar:

BATER GUIDÃO – disputar “ombro a ombro” com outro ciclista;

BOB; BUNNY HOP – manobra básica que consiste em levantar a roda dianteira e depois a traseira, dando um “pulo”;

CAMELO – bicicleta;

CAMELAR OU CAMELADA – pedalada ou rolê de bicicleta. Pode ser utilizada também como significado de pedal longo, com sofrimento (camelando).

CLÁSSICAS – são provas de um dia, a mais famosa é a Paris-Roubaix disputada em grande parte sobre paralelepípedos. No Brasil a clássica mais famosa é a 9 de julho realizada em São Paulo.

CABRITO – bicicleta roubada;

COMPRAR TERRENO – fala-se quando alguém cai.

ESCALERA – vem do Espanhol “escada”, é uma forma de revezamento que tem este formato muito comum em lugares com vento, pois só se consegue o benefício do vácuo andando na lateral para trás de outro ciclista.

GREGÁRIO – é um atleta da equipe que se sacrifica pelos demais, colocando a cara no vento, neutralizando fugas, e as vezes até buscando suprimentos;

GRAU ou WHEELIE – pedalar empinado, ou se equilibrando apenas na roda traseira;

GHOST BIKE – espécie de bicicleta manifesto, é toda pintada de branco e afixada no local onde um ciclista foi morto, geralmente vítima da violência no trânsito;

KOM ou QOM – do inglês “King of the mountain” ou ‘Queen of the mountain” que em português significa rei ou rainha da montanha e serve para designar aquele ciclista que tem o melhor desempenho nas subidas;

MORDIDA DE COBRA – quando o pneu tem furos na sua parte lateral;

MAGRELA – Bicicleta;

ZICA – Bicicleta;

PÃO COM OVO ou PEBA – O mesmo que ciclista fraco ou iniciante.

RATOEIRA – quando uma bicicleta está cheia de gambiarras, ou improvisos;

TORCER O CABO ou SOCAR A BOTA: ritmo forte, frenético.

ZERAR – obter sucesso em subidas, trilhas técnicas, manobras ou pistas.

Sobre o autor

Avatar

Imprensa FPC

Deixe um comentário