Kanna cruzou a 4 segundos, em 2º lugar, e Schachmann, que foi escolhido o mais combativo da etapa, terminou em 3º, a 52 segundos.

O colombiano Daniel Martinez (EF Pro Cycling) venceu nesta sexta-feira (11 de setembro) a dura 13ª etapa do Tour de France, que terminou no topo do íngreme Puy Mary, no Maciço Central dos Alpes. Martinez e Lennard Kämna (Bora-Hansgrohe) perseguiram o escapado Max Schachmann (Bora-Hansgrohe), alcançado a 1,6 km da meta. Obstinado, o colombiano acelerou e superou os alemães em uma grande vitória, sua primeira em etapas do Tour.

Martinez e os alemães Kamma e Schachmann no trecho final

Kanna cruzou a 4 segundos, em 2º lugar, e Schachmann, que foi escolhido o mais combativo da etapa, terminou em 3º, a 52 segundos.

“Estou muito feliz. Adoro escalar montanhas”, disse Martinez. “Fiz um bom trabalho hoje. Estou muito feliz por voltar ao Tour e sinto que a etapa correu incrivelmente bem. Tive uma semana que não foi ótima, não tive boas sensações porque ainda estava lutando contra a minha queda, mas sabia que poderia vencer uma etapa do mesmo jeito e agora eu consegui. Quando ganhei o Dauphiné, tinha pernas muito boas e recuperei-me muito bem para o Tour. Quando o Tour começou as minhas sensações ainda eram boas, mas caí e perdi um pouco de tempo. Mentalmente isso foi difícil.”

“Hoje trabalhei muito, dei muito na última escalada quando estava com os dois ciclistas da Bora. Pude ver que eles tinham um pouco menos de força no final, então pensei que poderia vencer”, completou.

A etapa com sete escaladas categorizadas (três de categoria 3, duas de categoria 2 e duas de categoria 1, incluindo a chegada de 5,4 km a 7,7%), foi recheada de ataques. No grupo do camisa amarela Primoz Roglic (Jumbo-Visma), o destaque foi Tadej Pogacar (UAE Emirates), que cruzou a linha ao lado do líder e compatriota esloveno e subiu para o 2º lugar na classificação geral. Egan Bernal (Ineos Grenadiers) lutou, mas perdeu 38 segundos para Roglic e ainda perdeu a liderança da classificação de melhor jovem para Pogacar.

A etapa começou com ataques de nomes como Tejay van Garderen (EF Pro Cycling) e Thomas De Gendt (Lotto Soudal). Nos 19 km iniciais, o grupo que assumiu a ponta contava com o líder de montanha Benoît Cosnefroy (AG2R La Mondiale) e a dupla Julian Alaphilippe e Rémi Cavagna (Deceuninck-QuickStep), além de Simon Geschke (CCC) e Dan Martin (Israel Start -Up Nation).

O quinteto acelerou, mas um segundo grupo, com Martinez, Kamma, Schachmann, além de Warren Barguil (Arkéa-Samsic) e Pierre Rolland (B&B Hotels-Vital Concept), reduziu a diferença.

A 86 km da meta, Romain Bardet (AG2R La Mondiale), Bauke Mollema (Trek-Segafredo) e Nairo Quintana (Arkéa-Samsic) se envolveram em um acidente e Mollema abandonou.

TOP 10 DA ETAPA

1 Daniel Felipe Martinez Poveda (Col) EF Pro Cycling 5:01:47
2 Lennard Kämna (Ale) Bora-Hansgrohe 0:00:04
3 Maximilian Schachmann (Ale) Bora-Hansgrohe 0:00:51
4 Valentin Madouas (Fra) Groupama-FDJ 0:01:33
5 Pierre Rolland (Fra) B&B Hotels-Vital Concept 0:01:42
6 Nicolas Edet (Fra) Cofidis 0:01:53
7 Simon Geschke (Ale) CCC Team 0:02:35
8 Marc Soler (Esp) Movistar Team 0:02:43
9 Hugh Carthy (GBr) EF Pro Cycling 0:03:18
10 David De la Cruz Melgarejo (Esp) UAE Team Emirates 0:03:52

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL

1 Primoz Roglic (Slo) Team Jumbo-Visma 56:34:35
2 Tadej Pogacar (Slo) UAE Team Emirates 0:00:44
3 Egan Arley Bernal Gomez (Col) Ineos Grenadiers 0:00:59
4 Rigoberto Uran (Col) EF Pro Cycling 0:01:10
5 Nairo Quintana (Col) Team Arkea-Samsic 0:01:12
6 Miguel Angel Lopez Moreno (Col) Astana Pro Team 0:01:31
7 Adam Yates (GBr) Mitchelton-Scott 0:01:42
8 Mikel Landa Meana (Esp) Bahrain McLaren 0:01:55
9 Richie Porte (Aus) Trek-Segafredo 0:02:06
10 Enric Mas Nicolau (Esp) Movistar Team 0:02:54

Fonte: Bike Magazine

Sobre o autor

Avatar

Imprensa FPC

Deixe um comentário