Depois de uma fuga de 14 ciclistas, o holandês arrancou forte e ultrapassou o italiano Matteo Fabbro (Bora-Hansgrohe) a 300 metros da chegada e cruzou a meta com o tempo de 4h19min 23s.

O holandês Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix) venceu a penúltima etapa da Tirreno-Adriático em grande estilo. Depois de uma fuga de 14 ciclistas, o holandês arrancou forte e ultrapassou o italiano Matteo Fabbro (Bora-Hansgrohe) a 300 metros da chegada e cruzou a meta com o tempo de 4h19min 23s. A etapa de 181km começou em Pieve Torina e terminou em Loreto. O português Ruben Guerreiro (EF Pro Cycling) foi o segundo, a 4 segundos, com Fabrro em terceiro, com o mesmo tempo.

O holandês completou os 181km em 4h19min23s – Foto LaPresse – Fabio Ferrari

“Foi uma etapa incrivelmente dura e andamos no gás total desde a largada. Eu não tinha planejado sair na fuga, mas depois de uma hora de corrida eu vi uns caras muito fortes saindo no ataque e fui com eles. A etapa se mostrou mais forte do que imaginávamos, com muitas subidas íngremes. Fizemos um trabalho perfeito, particularmente meu companheiro Dries De Bondt, que estava na fuga comigo. Estou muito feliz com esta vitória porque aumenta minha confiança na equipe toda, nós provamos que merecemos o convite para vir a esta corrida e que não viemos apenas para passear, mas para ganhar etapa”, comentou o holandês, que agora ocupa a 46ª colocação na classificação geral, a 24min35s.

Matteo Fabbro reconheceu a superioridade do holandês e declarou: “Eu tive a grande oportunidade de vencer hoje e eu queria aproveitar. Porém o Van der Poel estava mais forte e dou os parabéns para ele. O jeito que eu pedalei hoje me dá muita confiança para meu futuro e melhorou o meu moral. Foi uma pena que não consegui o resultado. Eu queria vencer, com certeza vou tentar de novo no Giro d’Italia”, declarou o italiano.

O britânico Simon Yates (Mitchelton-Scott) manteve a camisa azul de líder geral da classificação individual, com uma vantagem de 16 segundos sobre o polonês Rafal Majka (Bora-Hansgrohe) e 39 segundos sobre seu compatriota Geraint Thomas (Ineos).

O espanhol Hector Carretero (Movistar) garantiu o título de campeão de montanha com 31 pontos. “Hoje foi o grande dia para mim na corrida. Eu estava muito cansado para tentar qualquer coisa nesta etapa, mas eu tinha que manter a camisa verde de líder, então estou muito contente. Eu queria ter ganhado uma etapa este ano, mas ainda é muito especial ter a camisa verde. Tem muita coisa positiva para mim e estou ansioso para o Giro”, declarou Carretero. A segunda colocação foi para o italiano Marco Canola (Gazprom-Rusvelo), com 28 pontos, e Yates ficou em terceiro com 25.

A camisa branca de líder entre os novatos permanece com o russo Aleksandr Vlasov (Astana), com 37 segundos de vantagem sobre o britânico James Knox ( Deceuninck-Quickstep). A camisa laranja de líder por pontos ficou com o alemão Pascal Ackermann (Bora-Hansgrohe),com 34 pontos sobre o colombiano Fernando Gaviria (Emirates) que encerrou com 27 pontos.

A equipe Sunweb assumiu a liderança da classificação por equipes, com 19 segundos sobre a Astana e 7min56s sobre a terceira colocada EF Pro Cygling.

OS 5 PRIMEIROS DA ETAPA

1 Mathieu Van der Poel (Hol) Alpecin-Fenix – 4h19min23s
2 Ruben Guerreiro (Por) EF Pro Cycling – a 4s
3 Matteo Fabbro (Ita) Bora-Hansgrohe – mt
4 Wilco Kelderman (Hol) Team Sunweb – a 9s
5 Alex Aranburu Deba (Esp) Astana Pro Team – a 10s

OS 10 PRIMEIROS DA CLASSIFICAÇÃO GERAL

1 Simon Yates (GBr) Mitchelton-Scott – 31h56min02s
2 Rafal Majka (Pol) Bora-Hansgrohe – a 16s
3 Geraint Thomas (GBr) Ineos Grenadiers – a 39s
4 Aleksandr Vlasov (Rus) Astana Pro Team – a 49s
5 Fausto Masnada (Ita) Deceuninck-Quickstep – a 57s
6 Wilco Kelderman (Ned) Team Sunweb – a 59s
7 Michael Woods (Can) EF Pro Cycling – a 1:22
8 James Knox (GBr) Deceuninck-Quickstep – a 1:26
9 Gianluca Brambilla (Ita) Trek-Segafredo – a 2:33
10 Jack Haig (Aus) Mitchelton-Scott – a 2:47

A última etapa será uma crono individual em um trecho totalmente plano com 10,5km de extensão onde foram realizadas as últimas etapas da Tirreno-Adriático desde o ano 2015. A corrida começa às 13 horas (hora local) com a largada de Matthias Brandle. O último a largar será o líder Simon Yates às 15h46.

Fonte: Bike Magazine

Sobre o autor

Avatar

Imprensa FPC

Deixe um comentário