Ganna segura maglia rosa.

Segunda vitória seguida para a Itália no Giro d’Itália 2020, com a conquista de Diego Ulissi (UAE Emirates) neste domingo (4 de outubro), que bateu Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) e Mikkel Frolich Honoré (Deceuninck-Quickstep) na chegada da 2ª etapa, em Agrigento.

Ganna manteve a maglia rosa

Ulissi aproveitou a aceleração do companheiro de equipe Valerio Conti para ir para a frente e buscar a vitória. “Disse a Valerio Conti para acelerar para largar os velocistas no último quilômetro, fomos perfeitos, estou muito feliz por este sucesso extraordinário”, contou.

Sagan não conseguiu responder a Ulissi, mas como consolo somou pontos suficientes para liderar a classificação de montanha, por mais estranho que isso possa parecer. “Acho que poderia ter feito melhor, tive de fazer um grande esforço para os alcançar. Fiz o meu máximo, mas Diego estava mais forte. Posso estar feliz com o segundo lugar, porque foi muito difícil. Estranhamente, estou com a camisa de montanha”, afirmou.

A subida curta e íngreme do trecho final não criou lacunas grandes o suficiente para tirar a maglia rosa do italiano e campeão mundial de contrarrelógio Filippo Ganna (Ineos Grenadiers), que venceu a crono de abertura. Na classificação geral, o português João Almeida (Deceuninck-Quickstep), 6º na etapa, manteve a 2ª colocação, a 22 segundos, mas Geraint Thomas (Ineos Grenadiers), um dos favoritos, subiu de 4º para 3º lugar ao terminar a etapa em 11º.

“A subida final foi muito difícil, nós subimos muito rápido. Estou feliz por ter mantido a maglia rosa, mas amanhã vou trabalhar para ajudar Geraint Thomas”, afirmou Ganna, referindo-se à etapa desta segunda-feira, a primeira com chegada ao alto, que vai ao Monte Etna.

Com a vitória, Ulissi passa a usar a camisa ciclamino de líder da classificação por pontos, enquanto Ganna segue na liderança da classificação dos jovens. Thomas De Gendt (Lotto Soudal) assumiu a liderança da classificação de combatividade depois de se manter na fuga do dia e a Ineos continua na liderança da classificação por equipes.

Depois de Miguel Angel Lopez, que caiu no contrarrelógio e abandonou, a Astana perdeu no segundo dia mais um ciclista: Aleksandr Vlasov, que desistiu com problemas no estômago.

TOP 10 DA ETAPA 2

1 Diego Ulissi (Ita) UAE Team Emirates 3:24:58
2 Peter Sagan (Svk) Bora-Hansgrohe m.t.
3 Mikkel Frølich Honoré (Din) Deceuninck-Quickstep m.t.
4 Michael Matthews (Aus) Team Sunweb 0:00:05
5 Luca Wackermann (Ita) Vini Zabu’ KTM m.t.
6 Joao Almeida (Por) Deceuninck-Quickstep m.t.
7 Gianluca Brambilla (Ita) Trek-Segafredo m.t.
8 Vincenzo Nibali (Ita) Trek-Segafredo m.t.
9 Pello Bilbao (Esp) Bahrain McLaren m.t.
10 Lucas Hamilton (Aus) Mitchelton-Scott m.t.

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL

1 Filippo Ganna (Ita) Ineos Grenadiers 3:40:27
2 Joao Almeida (Por) Deceuninck-Quickstep 0:00:22
3 Geraint Thomas (GBr) Ineos Grenadiers 0:00:23
4 Tobias Foss (Nor) Team Jumbo-Visma 0:00:31
5 Josef Cerny (Pol) CCC Team 0:00:36
6 Matteo Sobrero (Ita) NTT Pro Cycling 0:00:40
7 Jan Tratnik (Slo) Bahrain McLaren 0:00:42
8 Simon Yates (GBr) Mitchelton-Scott 0:00:49
9 Tanel Kangert (Est) EF Pro Cycling
10 Diego Ulissi (Ita) UAE Team Emirates 0:00:54

Fonte: Bike Magazine

Sobre o autor

Avatar

Imprensa FPC

Deixe um comentário