Avancini termina em 10º.

Mais uma vitória da França neste sábado (10 de outubro) no Campeonato Mundial de MTB, disputado em Leogang, na Áustria. Jordan Sarrou, imbatível, liderou boa parte da prova de XCO e conquistou uma vitória solo e a camisa arco-íris ao fechar a prova em 1:25:37 e cruzar com uma vantagem de 45 segundos sobre o suíço Mathias Fluecckiger, o 2º colocado. O francês Titouan Carod foi o 3º, a 55 segundos.

Pódio do Mundial de MTB 2020

Em uma corrida muito técnica, com a pista enlameada, mas sem chuva, a surpresa foi a performance decepcionante do suíço Nino Schurter, campeão mundial de 2015 a 2019, que terminou na 9ª colocação, à frente do brasileiro Henrique Avancini, que fechou o Top 10, mesmo resultado obtido em 2019. Schurter e Avancini estavam entre os favoritos ao título.

“Acredito que gerenciei bem a corrida com as piores condições possíveis para mim. Após quase ir para o chão na largada escalei o pelotão e me mantive em contato com a briga pelas medalhas até o final da penúltima volta. Furei o pneu muito longe da tech zone, perdi muito tempo e energia. Mesmo sem ser um grande dia, a temporada foi de evolução”, disse Avancini.

Avancini termina no Top 10 em Leogang

Na primeira das seis voltas, o holandês Milan Vader atacou e seguiu sozinho, com Carod e Sarrou atrás. Avancini, que foi tocado e quase caiu na largada, passou a 20 segundos, mas reagiu rápido até conquistar a 4ª colocação, sempre lutando para encostar nos líderes. Na segunda volta Sarrou assumiu a liderança, com Vader a 12 segundos e Avancini na 3ª colocação, a 40 segundos.

Apesar de o circuito estar mais seco em comparação com a prova feminina, realizada apenas uma hora antes, quando a francesa Pauline Ferrand Prevot conquistou o título mundial pela terceira vez (leia aqui), pedalar ainda era muito difícil. Vader caiu e viu o grupo perseguidor com Avancini, Carod, Flueckiger e Braidot avançar. Durante a quarta volta, enquanto Sarrou continuava a aumentar a liderança na primeira posição, Flueckiger decidiu lançar um ataque pesado ao grupo perseguidor.

A situação não havia mudado muito no início da última volta, mas a briga pelas medalhas de prata e bronze parecia definida. Sarrou seguiu sozinho para vencer seu primeiro Campeonato Mundial XCO enquanto, atrás, Flueckiger e Carod duelavam pela 2ª colocação. Avancini teve um furo na última volta e perdeu posições.

Na linha de chegada, Sarrou cruzou emocionado. Flueckiger acelerou no final e levou a medalha de prata e Carod ficou com o bronze.

Com a vitória, a França terminou o Mundial com quatro medalhas de ouro e uma de bronze e volta ao topo do ranking, o que não acontecia desde 2014, quando Julian Absalon (campeão mundial cinco vezes) conquistou o Mundial pela última vez. Vale lembrar que Absalon é o diretor da equipe Absolute Absalon, de Sarrou, e foi um dos primeiros a cumprimentar o novo campeão mundial.

Avancini terminou na 10ª colocação, a 2min49s. Vale lembrar que o melhor resultado de Avancini em mundiais permanece a 4ª colocação, em 2017 e 2018. Também da seleção brasileira, Guilherme Muller terminou em 33º e Luiz Cocuzzi em 36º. Na disputa, 56 dos 85 competidores terminaram. O brasileiro Edson Rezende ficou no corte e encerrou em 74º.

TOP 10

Jordan Sarrou FRA 1:25:37
Mathias Fluecckiger SUI +0: 45
Titouan Carod FRA +0: 55
Luca Braidot ITA +1: 23
Ondrej Cink CZE +1: 37
Maxime Marotte FRA +1: 37
Filippo Colombo SUI +2: 12
Nadir Colledani ITA +2: 29
Nino Schurter SUI +2: 33
Henrique Avancini BRA +2: 49

Fonte: Bike Magazine

Sobre o autor

Avatar

Imprensa FPC

Deixe um comentário